Jogos de Manejo e Deslocamento com a Bola

Visando trabalhar o manejo e o deslocamento com a bola, desfocando dos métodos tradicionais, que em geral separa esses aspectos do jogo e os apresentam de forma fragmentada e descontextualizada da lógica do jogo, segue abaixo jogos possíveis para trabalhar essas habilidades.

Esses jogos foram apresentados no artigo: Explorando Pedagogicamente as Regras do Handebol – O Manejo e o Deslocamento com a Bola.

Jogos de Manejo e Deslocamento com a Bola

Ensinar o aluno a manejar e deslocar-se com a bola é muito mais complexo do que se apresenta.

Atividades descontextualizadas que tenham como objetivo ensinar a habilidade (entenda-se técnica) de deslocamento, através de atividades repetitivas é o que geralmente temos como modelo de aprendizagem dessa necessidade que a regra impõe ao praticante da modalidade.

Um exemplo desse tipo de atividade é posicionar os alunos em fila, colocar 3 arcos no chão e pedir para que eles recebam a bola, dêem três passadas nos arcos e arremessem a gol.

Essa atividade, bastante pautada na execução técnica, apenas, não possibilita ao aluno contextualizar a realização das três passadas (ou ritmo trifásico) numa ação de jogo, ou numa situação em que ele esteja imerso numa lógica de jogo, uma vez que muito mais do que dar três passadas, o aluno pode realizar uma série de combinações entre caminhar com a bola, driblar e voltar a caminhar com a bola.

Imaginem o sem número de combinações que podem ser feitas entre dar uma, duas ou três passadas (realizando assim o ritmo trifásico), driblar/quicar a quantidade necessária de vezes a bola e ainda assim, poder voltar a dar mais uma, duas ou três passadas, caracterizando assim o “duplo ritmo trifásico”, lembrando que as combinações de passadas podem ser feitas da maneira que o jogador bem entender, por exemplo: esquerda, direita, esquerda; ou direita, esquerda, direita; ou esquerda, direita, direita; ou direita, direita, direita (sim, parece impossível, mas isso não é incomum de acontecer); ou direita, esquerda, esquerda, ou…

Bem, como visto, seriam necessárias muitas aulas para que todas essas possibilidades possam ser apresentadas formalmente aos alunos, e mesmo que fossem apresentadas da forma descrita na atividade anterior, será que no momento do jogo o aluno seria capaz de optar por aquela estrutura aprendida isoladamente na aula e que mais se adaptasse ao momento?

Uma das possibilidades de trabalhar a idéia de passada e quique (drible), pode ser representada por jogos de perseguição, como pega-pegas e outras atividades análogas, que com devidas adaptações de regras, podem, muito bem, contextualizar em ambiente de jogo a idéia dos deslocamentos com e sem drible, de forma a preparar o aluno para a compreensão e contextualização das diversas formas de deslocamento e manejo da bola no handebol.

Um exemplo desse tipo de jogo, contando com as considerações sobre adaptação do espaço de jogo (ou quadra) pode ser tida por um pega-pega simples, mas cujo espaço de jogo determine a ação do perseguidor ou fugitivo com relação ao manejo da bola, criando áreas onde somente a bola pode ser quicada (driblada) e outras áreas em que a bola pode ser manejada apenas caminhando com ela.

Vejas algumas possibilidades dessa estruturação de espaço de jogo abaixo:

Figura 1. Estruturação de Espaço, no qual nas áreas laranjas escuras o pegador ou os fugitivos (depende de quem tiver com a posse da bola) devem driblar e na área laranja clara este deve deslocar-se segurando a bola.

Figura 2. Estruturação de Espaço, no qual nas áreas laranjas escuras o pegador ou os fugitivos (depende de quem tiver com a posse da bola) devem deslocar-se segurando a bola, já as áreas azuis são locais onde somente é permitido driblar.

Figura 3. Estruturação de Espaço, no qual nas áreas laranjas escuras o pegador ou os fugitivos (depende de quem tiver com a posse da bola) devem deslocar-se segurando a bola, já as áreas azuis são locais onde somente é permitido driblar e a área delimitada por cones é um espaço onde o que for melhor deve ser adotado, havendo limite para 3 passadas apenas entre os dribles.

Conforme apresentado, essas atividades aparentemente não vão necessariamente ensinar uma técnica exata que limite o aluno a dar 3 passadas + quantos dribles quiser + 3 passadas, mas poderão criar uma grande necessidade de adaptação às diferentes formas de deslocamento com a bola, ensinando que a bola pode ser transportada de várias formas. No entanto, com adaptações de regras a ênfase nas regras formais pode ser dada sem problemas em atividades com organização semelhante às demonstradas.

Um exemplo é a organização dos alunos em duplas com uma bola, limitando suas ações de acordo com o que a regra pede (3 passadas + quantos dribles quiser + 3 passadas, ou seja, o duplo ritmo trifásico), dando a opção do apoio/passe quando o trifásico chegar ao seu limite possível de deslocamento com a bola, seja durante a ação fuga contra um pegador, seja durante a perseguição que a dupla de pegadores estiver realizando.

Além desses jogos de pega contarem apenas com a adaptação de espaços, pode-se aumentar a complexidade do jogo, colocando durante o jogo os “coringas” que serão jogadores que ajudarão os pegadores a atrapalhar o deslocamento dos fugitivos, podendo, os fugitivos, fintá-los, através de dribles ou através do deslocamento segurando a bola, limitando esse deslocamento para apenas 3 passadas.

Verifica-se, portanto, que o ambiente do jogo (no caso o jogo de pega-pega) torna-se um ambiente rico para que a técnica de manejo e deslocamento com a bola seja vivenciada, com a presença de situações que necessitem de respostas variadas, sendo um ambiente muito mais rico e transferível da habilidade aprendida para o ambiente de jogo formal, indo muito além daquilo que atividades descontextualizadas e fragmentadas de lógica possam ensinar aos alunos.

33 pensamentos sobre “Jogos de Manejo e Deslocamento com a Bola

  1. gostaria de agradecer aos idealizadores e participantes do site, pois sou graduando em educacao fisica e atleta da modalidade handebol.. e achei aqui muitas riquezas sobre nosso esporte!! parabens!!

  2. Boa Tarde,

    Gostaria de saber se vocês não teriam um site de pedagogia do voleibol oe mesmo um site para indicar.

    Atenciosamente

    Amanda Bonfante

  3. Olá,… achei muito bom esse site.. Estou cursando o 1º perio de educação fisica e já estou em busacde idéias e complementação pra me ajudar no desenvolvimento ao longo do curso. Gostaria que passassem dicas de como ensinar o handebol pra crianças de 1ª a 4ª series.

  4. Gostaria de ver alguma publicação sobre como se faz a preparação física dos atletas do handebol beach, estou no terceiro período de educação física e preciso preparar um seminário sobre esse assunto.

  5. OLÁ LUCAS TUDO BEM? GOSTARIA QUE VC ME ENVIASSE PLANOS DE AULA PARA SEREM TRABALHADOS NO ENSINO FUNDAMENTAL CUJO ALUNOS SÃO INICIANTES DA MODALIDADE (HANDEBOL) FICO GRATA SE FOR ATENDIDA, POIS SOU SUA FÃ E VC NOSSO AMIGO NAS HORAS DE DESESPERO KKKKK UM ABRAÇO

  6. Legal ter boas dicas de atividades para aulas de educação Física. Curso o 6º semestre e amei o espaço. Parabéns pela idéia.

  7. Boa tarde,

    Parabens pelo trabalho, o site é fantastico.

    Estou cursando o 2º semestre de licenciatura e precisamos desenvolver uma aula que esteja em nossa grade.

    Escolhi o Handebol e a faixa de idade é de 10 anos.

    Poderiam me ajudar com dicas?

    Agradeço desde ja a atenção e mais uma vez parabens!

    Elda

  8. boa noite………….estou adorando e esta me ajudando muito
    queria saber se tem como vc me enviar alguns planos de aula para q eu possa estar passando para os meus alunos.dou aula para crianças de 9 a 17 anos.
    muito obrigado, parabens pelo seu trabalho

  9. olá, gostaria de umas idéias de aulas de handebol para a turma de 5° serie, pois parece que minhas aulas são sempre as mesmas.obrigada.

  10. oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii eu odiei esta bosta como uma pessoa burra poderia fazer uma coisa desta kkkk eu amo volei so nao gostei disto que bostaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

  11. eu tou prativar aulas de andebol e quero saber toda a historia sobre o andebol lá na escola mandaranme um trabalho em grupo sobre a hidtoria do andebol ,forma de o pegar , reiceissão driblo ,driblo em progresão , etc

  12. Em 29 de outubro de 1917, surgiu uma modificação no aperfeiçoamento do Handebol. O professor alemão da Escola Normal de Educação Física de Berlim Karl Schelenz, com a colaboração de dois patrícios, Max Heiser e Erich Konig trabalharam na formação do Handebol como esporte competitivo. No sentido de obter uma divulgação maior, enviou este trabalho, juntamente com as regras especiais do Handebol de campo, a países como: Estados Unidos, Irlanda, Itália, Suíça, França, etc.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s